Banco de Livros já tem mais de 7 mil exemplares gratuitos

Por Tiago / Terça-feira, 04 de Julho de 2017 / Publicado na categoria Cultura, Notícias

Banco de livros 1 980 2500

MANUAIS ESCOLARES PREDOMINAM NA ENTREGA E NA PROCURA

São já mais de 7 mil os exemplares gratuitos disponíveis no Banco de Livros. Criado pela Câmara Municipal de Santo Tirso em 2015, o espaço situa-se na Central de Transportes e tem como objetivo a partilha de livros, em particular os manuais escolares, integrando agora também material didático complementar como CD’s infantis e escolares.

Desde a sua criação, em 2015, o nível de procura do Banco de Livros de Santo Tirso tem sido cada vez mais elevado, sendo maioritariamente feito por encarregados de educação, não só do município, mas também de concelhos vizinhos.

Para o presidente da Câmara Municipal, Joaquim Couto, estes números traduzem o sucesso da iniciativa. “Dois anos depois de termos lançado esta iniciativa, podemos dizer que está a ser cumprido o grande objetivo desde o início: fomentar a partilha. Muito concretamente, claro, no que toca à aquisição gratuita dos manuais escolares, que beneficia diretamente as nossas famílias.”

O número de exemplares disponíveis é variável ao longo do ano, sendo que, particularmente durante o período de verão, a procura e a entrega são maiores, dado seguir-se o período letivo. Este banco recebe manuais escolares usados e disponibiliza-os, gratuitamente, a quem deles necessite, sem obrigatoriedade de dádiva ou devolução.

Para além dos livros escolares, o Banco de Livros funciona também para outro tipo de publicações, nomeadamente livros infantis, juvenis, revistas, informativos, romances e catecismos. Para os entregar, desde que sejam em bom estado, basta dirigir-se à Central de Transportes de Santo Tirso, ou pode ainda fazê-lo via CTT, que tratarão de os encaminhar para o Banco de Livros.

O Banco de Livros de Santo Tirso está associado ao Movimento Nacional pela Reutilização de Livros Escolares, que promove a recolha e partilha gratuitas em todo o país, assente na máxima de que reutilizar ainda é melhor do que reciclar.

TOP