Marcelo afasta a possibilidade de eleições antecipadas

Por Rita Almeida / Terça-feira, 10 de Outubro de 2017 / Publicado na categoria Nacional, Notícias

O Presidente da República afirmou que espera que a legislatura se cumpra até ao fim, com um Governo reformista e uma oposição forte, capaz de o substituir, se os portugueses assim decidirem, em 2019.

“É importante para nós, até economicamente e financeiramente, que cá dentro e lá fora, que a legislatura se cumpra, que o governo seja forte e mude aquilo que tem de mudar, ou seja, que tenha espírito reformista e que a oposição seja forte e seja a alternativa do governo”, em declarações aos jornalistas, no final de uma cerimónia no Museu João de Deus, em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa escusou-se a comentar diretamente os resultados das eleições autárquicas e a situação do PSD, após o anúncio da saída de Pedro Passos Coelho.

O chefe de Estado mostrou-se ainda convicto de que haverá Orçamento do Estado dentro do prazo previsto.

“O orçamento só me chega às mãos em dezembro e eu tenho que esperar para ver qual é o conteúdo do orçamento, antes de avançar para a sua promulgação, que não esteja preocupado com a hipótese de não haver orçamento de estado. Aquilo que eu tirei da reunião é que vai haver orçamento de estado no tempo e previsto e que não vai haver nem solavancos, nem crises no orçamento de estado”.

Marcelo Rebelo de Sousa termina agora as audições com os partidos políticos e com os parceiros económicos e sociais.

Partilhe
TOP