ACIST celebra 104º aniversário

Por Rita Almeida / Quinta-feira, 16 de Novembro de 2017 / Publicado na categoria Notícias, Regional

A Associação Comercial e Industrial de Santo Tirso festejou ontem o seu 104º aniversário com um jantar que decorreu no salão nobre da instituição.

Esta data importante na vida da ACIST foi aproveitada pelo presidente da associação, Miguel Rossi, para lançar algumas ideias e projectos para o futuro como a conclusão do Invest.

“Nós gostávamos que o projeto do comércio Invest, que se iniciou há dois 2 anos atrás e que agora falta realizá-lo na parte pública do centro da cidade, conseguíssemos finalizar.Temos os prazos para cumprir e temos de os realizar. Nesta parcela falta o apoio da Câmara para a finalização, é importante isso. Estou confiante que relativamente a isso não haverá problema nenhum e que trará essas mais-valias para o centro da cidade. O segundo projeto, que pode demorar mais algum tempo, mas que eu acho que é importante começarmos já a pensar, é o da plataforma do comércio. Criar um Marketplacement para todas as pessoas do concelho que quisessem vender, pudessem por o produto à venda e ativos. Poderia haver uma gestão da ACIST para fazer toda a parte logística e seria uma forma de começarmos a evoluir, uma vez que o comércio virtual está a ter um crescimento maior nas novas gerações e dava um apoio ao comércio local, que tem tido muitas dificuldades para se manter de portas abertas para se manter rentável e era um projeto que provavelmente não teríamos dificuldades porque é o futuro do comércio em Santo Tirso”.

Mas o presidente da ACIST tem ainda outras ideias para o concelho

“De uma forma nua e crua é a falta de pessoas. Ou seja, se não houver gente a entrar nas lojas e a comprar, não é fácil manter os custos atuais. Isto vai passar muito por algumas das situações de acessibilidade ao comércio, da dinâmica que se cria numa cidade, mas, também, quanto houver mais pessoas e mais indústria, vai exigir que haja mais serviços, o que vai obrigar que as pessoas comessem a comprar. Eu acho que temos um comércio de muita qualidade nas mais variadas vertentes. Não é a qualidade o problema. Temos, também´me, um comércio bastante abrangente e um centro de cidade muito agradável e muito bonito para as pessoas aqui se deslocarem. Eu acho que falta a criação de emprego, mais gente a vir a Santo Tirso e mais proatividade para o comércio”.

Miguel Rossi, presidente da ACIST

Já Joaquim Couto, presidente da Câmara Municipal referiu que a autarquia está a criar as condições necessárias para o desenvolvimento do comércio local

“O comércio local tem sofrido alguns sobressaltos, tem havido alguns investimentos. Por ventura não tem havido tantos como a gente desejaria mas isso é uma vontade dos empresários porque a alma disto tudo são os empresários. Nos entanto, à Câmara Municipal, à junta e ao Estado compete criar um conjunto de situações que facilitem esses negócios de província, ou negócios familiares para que esse comércio de proximidade, comércio de qualidade possa funcionar e que acabam por absorver muito emprego nas cidades. Relativamente a isso nós temos em marcha um conjunto de iniciativas ligadas à mobilidade, ligado à gestão do espaço público, ao estacionamento, um conjunto de iniciativas que estou convencido que ao longo deste mandato irão criar melhores condições para o funcionamento do comércio local”.

O autarca refere ainda que Santo Tirso cresceu em termos de exportações, sinal evidente das melhorias quer da economia quer das políticas traçadas.

“Estão criadas num conjunto de soluções, um conjunto de suportes, quer de natureza burocrática, quer de natureza política, quer de natureza estrutural que permitirão num futuro próximo alterar um pouco o panorama e reforçando a economia local, reforçando o comércio local e tendo Santo Tirso um peso bem superior em termos de exportações de plantação de empresas em relação com a sua população e como tamanho do seu território. Estamos um tempo em que estão criadas toadas as condições para que tudo corra bem nos próximos 4 anos e possamos ter melhor emprego com melhor qualidade de vida”.

ACIST festejou ontem 104 anos de vida.

Partilhe
TOP