CDS não compreende declarações sobre Procuradoria-Geral da República

Por Rita Almeida / Quarta-feira, 10 de Janeiro de 2018 / Publicado na categoria Nacional, Notícias

O primeiro-ministro afirmou no debate parlamentar quinzenal que considera prematuro discutir a não recondução de Joana Marques Vidal como PGR. A ministra da justiça disse em entrevista à TSF que o Governo não deverá renovar o mandato da Procuradora Geral da República.

António Costa não fugiu ao tema: “a uma primeira vista tenderei a concordar com a decisão da Ministra da Justiça, mas reservei-me e não estou a transmitir a posição oficial do governo. Vou esperar por um estudo mais aprofundado”.

Para o CDS-PP, as declarações da ministra da Justiça sobre o fim provável do mandato da atual procuradora geral da República, Joana Marques Vidal, em outubro de 2018, são um “má notícia”.

Telmo Correia, responsável pelos área da Justiça no partido, afirmou que as palavras de Francisca Van Dunen, põem em causa a confiança na procuradora.

“Estas declarações da Ministra da Justiça do nosso ponto de visa são uma má notícia, são preocupantes e são graves por uma razão muito simples, ao fazer esta declaração a Ministra da Justiça está a fazer de alguma maneira é retirar confiança ou a retirar apoio a uma Procuradora-Geral da Republica que tem mas 10 meses de mandato. Isso é um erro, esperamos é que o Ministério Público tenha total autonomia”.

Telmo Correia e as declarações da ministra da justiça sobre A Procuradora Geral da República.

Partilhe
TOP