Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado pela arbitragem de João Capela

Por Tiago / Terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018 / Publicado na categoria Desporto

 

O presidente do Tondela, Gilberto Coimbra, disse, na segunda-feira, que o seu clube saiu humilhado por uma arbitragem “infeliz” do árbitro João Capela na partida com o Sporting, da 23.ª jornada da I Liga de futebol.

Um golo de Coates, no nono minuto de compensações, permitiu ao Sporting ‘arrancar’ um importante triunfo em casa do Tondela por 2-1, neste jogo que encerrou a 23.ª jornada da prova.

“Aos 93.41 minutos o jogo parou de uma falta ao jogador Bruno Monteiro, que nem sequer foi assinalada, o jogador foi assistido e aos 96.08 minutos o jogo é reatado, e depois o Sporting marca o golo aos 98.01 minutos”, pormenorizou o dirigente.

Pelas contas de Gilberto Coimbra, que substituiu o treinador Pepa na habitual conferência de imprensa, “dos quatro minutos de compensação dados pelo árbitro, aos 93.41 faltavam apenas cumprir 19 segundos”.

“Tenho de repetir estes números várias vezes para ver se este país ouve isto, se isto faz bem ao futebol e se é para isto que vivemos o futebol”, frisou o presidente do clube ‘auriverde’.

O dirigente disse que o Tondela não é um “clube comparável” com os três ‘grandes’, mas “é de uma humildade maior do que qualquer um deles e não pode um senhor vir para aqui fazer isto que fez: humilhar o Tondela”.

“É um dia infeliz e triste para o futebol, em que o Tondela sai humilhado por uma arbitragem totalmente infeliz”, sublinhou Gilberto Coimbra, fazendo votos de que não volte a acontecer uma situação semelhante, que “pouco falta para ser um caso de polícia”.

O presidente do clube beirão disse ainda que assistiu a um jogo “muito bem disputado, bom de parte a parte, repartido, com o Tondela a ombrear com o Sporting e até a dispor das melhores oportunidades de golo”, rejeitando que a sua equipa tivesse feito antijogo.

Com esta vitória, a equipa ‘leonina’, que jogou em inferioridade numérica desde os 59 minutos devido à expulsão do defesa Mathieu, por acumulação de amarelos, continua no terceiro posto com 56 pontos, oas mesmos do Benfica, segundo, e a dois FC Porto, líder.

Partilhe
TOP