Os patrões têm menos qualificações do que os funcionários

Por Rita Almeida / Terça-feira, 06 de Março de 2018 / Publicado na categoria Nacional, Notícias

Os patrões têm cada vez menos qualificações do que os seus trabalhadores, quem o diz é o estudo do Observatório das Desigualdades do Instituto Universitário de Lisboa.

Mais de metade dos empregadores do setor privado não passam do 9ano em termos de habilitações, cerca de 54,6%, enquanto os trabalhadores com o ensino básico eram 43,7%. Ou seja, uma diferença de 13%.

Trabalhadores com o ensino secundários são 28,6% contra 23,5% dos patrões, sendo a diferença maior quando falamos no ensino superior, uns 27,1% contra 20,1%.

Renato Carmo, investigador o Observatório das Desigualdades, afirma que as empresas em Portugal ainda dão pouca importância ao percurso escolar dos seus trabalhadores na hora de contratar e, por isso, muitas vezes, os próprios patrões, que não adquiriram esses conhecimentos necessários, não dão margem de manobra aos funcionários.

Conclui este estudo que há um atraso estrutural muito visível na formação escolar dos portugueses, nomeadamente, da classe empresarial. E, por isso, tem reflexos na economia, na falta de capacidade dos empresários se adaptarem à internacionalização e à falta de formação ao longo da vida.

Partilhe
TOP