Mundial 2018: seleção portuguesa em 13º lugar

Por Luís Mendonça / Quarta-feira, 04 de Julho de 2018 / Publicado na categoria Desporto, Notícias

A seleção portuguesa de futebol terminou o Mundial de futebol de 2018 no 13.º lugar, cinco acima de há quatro anos, quando caiu na primeira fase, e dois abaixo de 2010, igualmente afastada nos “oitavos”.

Portugal somou uma vitória, face a Marrocos (1-0), e dois empates, com a Espanha (3-3) e o Irão (1-1), na primeira fase, fechando o Grupo B no segundo posto, e, nos oitavos de final, perdeu por 2-1 com o Uruguai, em embate disputado no último sábado.

Com cinco pontos e um saldo nulo de golos, o conjunto de Fernando Santos fez melhor, entre as seleções eliminadas nos “oitavos”, do que Suíça (também cinco pontos, mas 5-5 em golos, contra 6-6 de Portugal) e Japão e Argentina (ambas com quatro pontos), que, como Portugal, perderam, nos 90 minutos.

Por seu lado, Colômbia, Espanha, que ficou à frente de Portugal no Grupo B por ter mais golos marcados (6-5 contra 5-4), Dinamarca e México somaram mais pontos do que a formação lusa, terminando entre o nono e o 12.º lugares.

A sétima participação fica, assim, a meio, em termos de classificação, bem longe das melhores prestações, de 1966 e 2006, edições em que a formação das quinas atingiu as meias-finais, para acabar no terceiro posto e no quarto, respetivamente.

Em 2010, Portugal fez os mesmos pontos de 2018, ao somar igualmente um triunfo, dois empates e uma derrota, mas com uma diferença de golos claramente positiva (7-1), face à goleada por 7-0 sobre a Coreia do Norte.

Desta forma, a formação então comandada por Carlos Queiroz, que só sofreu golos nos oitavos de final (0-1 com a Espanha), já que as duas igualdades foram a zero, com Costa do Marfim e Brasil, fechou no 11.º posto, como terceiro melhor entre as que ‘tombaram’ nessa fase, apenas atrás da Japão e Chile.

Nas restantes três presenças em fases finais, Portugal caiu na primeira fase, sendo 17.º em 1986, apesar de ter vencido a Inglaterra (1-0), 18.º em 2014, só logrando bater o Gana (2-1), e 21.º em 2002, de nada valendo um 4-0 à Polónia.
Partilhe
TOP