Frederico Varandas: “Respiro Sporting mas não sou o Sporting”

Por Tiago / Segunda-feira, 10 de Setembro de 2018 / Publicado na categoria Desporto

Foi com sala cheia que Frederico Varandas tomou posse como presidente do Sporting, este domingo. O novo presidente, emocionado, prometeu unir o clube.

Uma nova página. Este domingo, Frederico Varandas tomou posse como presidente do Sporting depois de ter sido eleito com 42,32% dos votos, naquele que foi o sufrágio leonino mais concorrido de sempre. Jaime Marta Soares, então presidente da Mesa de Assembleia Geral, passou a pasta a Rogério Alves depois de salientar que há muito “que não via tanta felicidade nos rostos dos sportinguistas” e que “sempre lutou pelo melhor da instituição”.

Rogério Alves, o novo presidente da Mesa de Assembleia Geral dos leões, garantiu, pouco antes de passar a palavra a Frederico Varandas, “não querer repetir horas como as que foram vividas”.

Hoje é um novo dia de uma nova era de Sporting unido

No fim, o discurso mais aguardado. Tal como na madrugada de domingo, quando discursou na Praça Centenária, Frederico Varandas não escondeu a emoção no Auditório Artur Agostinho. E começou por agradecer aos órgãos sociais que estiveram à frente do Sporting na era pós-Bruno de Carvalho.

“A primeira palavra vai para os elementos dos órgãos sociais que mantiveram o clube vivo, com os funcionários, a funcionar e a vencer. Obrigado pelo privilégio de recebermos o clube no estado em que vamos receber. Foi com total espírito de missão que nos candidatámos ao Sporting e é com esse espírito que vamos desempenhar funções. Sobretudo com noção do privilégio que é servir o melhor clube do mundo”, começou por dizer.

A primeira prioridade, minha e da equipa, é unir o clube

O novo líder dos leões garantiu ainda “não ser o Sporting” e que os adeptos de Alvalade já começaram a combater o “adversário mais temível” dos leões.

“Nasci Sporting, cresci Sporting, respiro Sporting, mas não sou o Sporting. A minha missão é servir o Sporting. A primeira prioridade, minha e da equipa, é unir o clube. Ontem começámos a vencer o adversário mais terrível que já tivemos: o Sporting fraturado. Já começámos a vencer. Hoje é um novo dia de uma nova era de Sporting unido. Enquanto presidente tenho de dar o exemplo. Se consigo unir um sócio que possa ter discordado, então vocês conseguem unir com quem quer que seja. Enquanto não formos unidos, não nos vamos conseguir bater com rivais. Só acredito num Sporting forte, se for unido. É um dia especial para mim. Por muito que me tivesse preparado, é sempre diferente”, concluiu.

No fim, os aplausos. Naquele que foi o primeiro dia da era Frederico Varandas, agora presidente e ex-diretor clínico.

Partilhe
TOP