Aves pondera cortar relações com o Paços de Ferreira

Por Tiago / Quinta-feira, 13 de Setembro de 2018 / Publicado na categoria Desporto

Face à solicitação do Paços Ferreira em cumprir o castigo de um jogo à porta fechada já este sábado, decisão entretanto oficializada pela Liga, o Aves reagiu em comunicado oficial e demonstrou desagrado pela forma como o processo foi conduzido.

Na nota publicada no site oficial, o emblema avense critica a antecedência do aviso e fala em “total desrespeito pela instituição do CD Aves, respetivos sócios, adeptos e simpatizantes, bem como pela própria competição”.

Mais informa o Aves que a sua direcção “irá reunir de imediato para avaliar a manutenção das relações institucionais com o Clube Pacense”.

Eis o comunicado na íntegra:

“O Clube Desportivo das Aves Futebol SAD vem por este meio comunicar a todos os seus sócios, adeptos e simpatizantes que foi hoje confrontado com uma comunicação do FC Paços de Ferreira informando que aquele Clube tinha prescindido do prazo para recorrer da decisão proferida pelo Conselho de Disciplina da FPF que o condenou, entre outras, na pena de realização de um jogo à porta fechada.

Deste modo, face à decisão tomada pelo FC Paços de Ferreira, a pena terá efeitos imediatos e o jogo que se realizará à porta fechada será o do próximo dia 15/09/2018, a contar para a Allianz Cup (Taça da Liga), que opõe o CD Aves ao emblema da capital do móvel.

Esta decisão, comunicada 48 horas antes da realização do jogo, demonstra um total desrespeito pela instituição do CD Aves, respectivos sócios, adeptos e simpatizantes, bem como pela própria competição.
Já desde terça-feira que se encontram à venda bilhetes disponibilizados pelo clube da casa para o jogo referido e foram assumidos vários compromissos relativos à realização/organização do mesmo.

O CD Aves respeita todos os seus clubes congéneres e exige igual comportamento por parte dos demais.
A Direcção do emblema avense irá reunir de imediato para avaliar a manutenção das relações institucionais com o Clube Pacense e não deixará de accionar todos os mecanismos que estejam ao seu alcance para defender os interesses do Clube e dos seus sócios, adeptos e simpatizantes – aqueles que fazem deste desporto o mais bonito do mundo.”

Partilhe
TOP