Porto e Guimarães podem acolher final da Liga das Nações

Por Tiago / Terça-feira, 16 de Outubro de 2018 / Publicado na categoria Desporto, Nacional, Notícias

Porto e Guimarães vão acolher a fase final da Liga das Nações, em junho de 2019, caso a seleção portuguesa vença o grupo 3 da Liga A. O anúncio foi feito esta terça-feira por fonte oficial da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Conforme divulgou a UEFA em 9 de março, Portugal candidatou-se a organizar a fase final, juntamente com Polónia e Itália, as outras seleções do agrupamento, que a seleção das quinas lidera, com seis pontos, contra quatro dos transalpinos e um dos polacos, já relegados à Liga B.

Em caso de triunfo luso no grupo, que poderá ser assegurado em 17 de novembro, com um empate em Itália, ou três dias depois, com um triunfo na receção aos polacos, o Estádio do Dragão, no Porto, e o Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, vão acolher as meias-finais, em 5 e 6 de junho de 2019, e a final e o jogo de atribuição do terceiro lugar, no dia 09.

A candidatura à fase final, a disputar pelos vencedores dos quatro grupos da Liga A, liderados presentemente por França, Bélgica, Portugal e Espanha, exigia a apresentação de dois estádios com uma lotação mínima para 30 mil espetadores e separados por um máximo de 150 quilómetros.

Caso os campeões europeus em título se qualifiquem, esta será o quarto ano consecutivo a disputar uma grande competição, depois do Europeu de 2016, em França, e da Taça das Confederações de 2017 e do Mundial de 2018, na Rússia.

O triunfo no grupo 3 da Liga A da Liga das Nações dará também acesso aos play-offs de apuramento para a fase final do campeonato da Europa de 2020, que Portugal só precisará de disputar se não conseguir um dos dois primeiros lugares no seu grupo de qualificação, em que será cabeça de série.

O sorteio dos 10 grupos de qualificação para o Euro2020 está marcado para Dublin, em 02 de dezembro, mês em que o Comité Executivo da UEFA indicará oficialmente o anfitrião da fase final da primeira edição da Liga das Nações.

Partilhe
TOP